Como qualquer indústria, fintech – ou tecnologia financeira – tem seus próprio jargão. Para ajudar nossos leitores com este vocabulário especial que usamos com freqüência em nossas postagens, compilamos uma lista com alguns dos termos mais usados juntamente com suas definições neste Glossário Fintech.

API – API (Interface de Programação de Aplicações)* é o nome dado ao conjunto de métodos de como os vários componentes de um software devem interagir. Ela é uma interface que roda por baixo dos panos enquanto um usuário usa um aplicativo ou site. É a API que permite a conexão do aplicativo sendo usado com outros sistemas e aplicativos. (Fonte: Conexão Fintech)

Big Data– Big dados é um termo abrangente para qualquer coleção de conjuntos de dados tão grande e complexo que torna-se difícil de processá-los usando aplicativos tradicionais de processamento de dados. 

Biometria – O processo pelo qual as características físicas e outras características únicas de uma pessoa são detectadas e registradas por um dispositivo ou sistema eletrônico como um meio de confirmar a identidade. (Fonte: Dictionary.com)

Bitcoin – é uma tecnologia digital que permite reproduzir em pagamentos eletrônicos a eficiência dos pagamento com cédulas descrita acima. Pagamentos com bitcoins são rápidos, baratos e sem intermediários. Além disso, eles podem ser feitos para qualquer pessoa, que esteja em qualquer lugar do planeta, sem limite mínimo ou máximo de valor. (fonte: Bitcoinbrasil.com)

Cryptocurrency – Uma criptocorrência (ou moeda criptográfica) é um meio de troca usando criptografia para proteger as transações e controlar a criação de novas unidades. (Fonte: Wikipedia.org)

Fintech: Para este item dedicamos uma página exclusiva 😉
Acesse: https://www.conexaofintech.com.br/fintech/o-que-e-fintech

Open Bank: é como ficou conhecido o uso da abertura de APIs dos softwares de uma instituição financeira para permitir que terceiros desenvolvam aplicativos e serviços que se comuniquem com ela. Na internet, a abertura de APIs permite que desenvolvedores criem plugins para um browser, por exemplo, ou que o usuário use o login do Facebook para se cadastrar num site. Isso facilita a vida do usuário, tornando as partes mais maçantes do processo mais rápidas e quase que invisíveis. No universo bancário, a abertura de APIs permite que desenvolvedores criem soluções sem ter de se preocupar em criar o básico dos serviços financeiros que os bancos já possuem. Ele pode partir dali para criar soluções que foquem na experiência do usuário. (Fonte: Conexão Fintech)

Verificação de ID do banco (bank grade ID verification) – Um termo usado para descrever a verificação de identidade que atende aos altos padrões das instituições financeiras para confiabilidade, precisão e segurança.

 

Ajude a deixar esta lista ainda mais completo

Envie sugestões de novos termos ou a melhora de alguma definição existente clicando aqui.

 

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.