O mercado de fintechs no Brasil está cada vez mais aquecido e atraindo capital de investidores atentos ao potencial de disrupção dessas startups no país. Não é à toa que estes investimentos já ultrapassaram R$ 1 bilhão logo no primeiro semestre do ano.

Em 2018, segundo o monitoramento do Conexão Fintech, as fintechs brasileiras movimentaram mais de R$ 1,48 bilhão em investimentos (confira a lista de aportes feitos em 2018 neste link). Tirando o investimento recebido pelo Nubank, primeira startup brasileira a valer mais de U$ 10 bilhoões, a maior parte das alocações foram em fintechs de crédito como a Creditas, especializada em empréstimos com garantia de imóveis e automóveis, o FinanZero, que opera como buscador de empréstimo online comparando ofertas, e a ZEN, plataforma que oferece a infraestrutura para que marketplaces concedam crédito aos seus vendedores.

Monitoramento Conexão Fintech

Confira abaixo os investimentos monitorados pelo Conexão Fintech até o momento.

*Total investido em 2019: R$ 2,54 bilhões

Nubank
A principal fintech brasileira, o Nubank levantou US$ 400 milhões em sua sétima captação e atingiu um valor de mercado de mais de U$ 10 bilhões. Liderando a nova rodada está a TCV, um dos primeiros investidores da Netflix e do Spotify, em seu primeiro grande investimento na América Latina. Os investidores existentes Tencent, DST Global, Sequóia Capital, Dragoneer, Ribbit e Thrive Capital também participaram da rodada. (saiba mais sobre este aporte ou confira aqui todos investimentos recebidos pelo Nubank)

Creditas
A fintech brasileira Creditas, especializada em empréstimos com garantia de imóveis e automóveis, recebeu um aporte de US$ 231 milhões. A rodada de investimentos avaliou a empresa em um valor de 750 milhões de dólares. O valor foi capitaneado pelo fundo japonês SoftBank, que investirá US$ 200 milhões e o restante ficou a cargo dos fundos que já são parceiros da fintech: o sueco Vostok Emerging Finance, o britânico Amadeus Capital e o Santander Innoventures, ligado ao banco espanhol. (Saiba mais)

Peak Invest
A fintech Peer to Peer lending Peak Invest captou R$ 1,2 milhão em investimentos pela EqSeed, principal plataforma de investimentos em startups online do Brasil. A rodada ocorreu em 48 horas, contou com ticket médio de R$ 26 mil e reforça ainda mais o crescente interesse dos investidores por inovações que destravem o acesso ao capital no País. (Saiba mais)

Mutual
Mutual, que viabiliza o empréstimo entre pessoas, conectando quem precisa de dinheiro com quem quer emprestar, captou R$ 4 milhões pela EqSeed, plataforma online de investimentos em startups. A rodada ocorreu em apenas nove dias e se tornou a maior captação individual da história do segmento de equity crowdfunding no país. (Saiba mais)

Zen
A fintech Zen recebeu um aporte de R$ 5,7 milhões em uma nova rodada de investimentos que contou com a participação da Global Founders Capital, fundo com sede na Alemanha, e investidores anjo do mercado nacional. O valor captado será aplicado na ampliação da equipe de colaboradores e em novas tecnologias.A empresa oferece o Zen Finance, produto de crédito como serviço (CaaS) white label. A plataforma oferece a infraestrutura, em um ambiente 100% digital, para que marketplaces concedam crédito aos seus vendedores. (saiba mais)

FinanZero
A FinanZero, fintech que opera como buscador de empréstimo online comparando ofertas, junto a instituições financeiras, de crédito pessoal, bem como de refinanciamento de imóvel e veículos, recebeu uma nova rodada de investimento captando R$ 42 milhões dos fundos Atlant Fonder, Dunross & Co, Vostok Emerging Finance, entre outros investidores. O montante arrecadado será usado para a expansão de seus serviços, com foco, principalmente, nas áreas de marketing e comunicação e no desenvolvimento da plataforma.(saiba mais)

Warren
A corretora digital Warren, fundada em 2017, recebeu um aporte no valor de R$ 25 milhões de um pool de investidores liderado pelo Ribbit, fundo de venture capital do Vale do Silício que já investiu em fintechs como Robinhood, Coinbase e Wealthfront. A rodada é a primeira recebida pela Warren e conta também com a participação dos fundos Kaszek Ventures e da gestora de recursos Chromo Invest. (Saiba mais)

Adianta
A startup Adianta, fintech focada em antecipação de recebíveis para pequenas e médias empresas, recebeu um investimento de R$ 8 milhões. Acompanhada dos antigos investidores, como Yellow Ventures e OsherTech, a nova rodada inclui os fundos DGF Investimentos e 42K Investimentos, que estruturou um club deal com investidores de fintechs como Chromo Investimentos, Capital Lab e Roger Ingold (ex-CEO da Accenture) e empreendedores como Sandro Reiss (fundador e CEO da Geru) e Jaime de Paula (fundador e CEO da Neoway). (saiba mais…)

Contabilizei
Contabilizei, escritório de contabilidade para micro e pequenas, recebeu um aporte no valor de R$ 75 milhões, resultado de uma rodada liderada pelo fundo norte-americano Point72 Ventures. A rodada contou ainda com a participação de outros fundos internacionais – IFC (International Finance Corporation), instituição membro do Banco Mundial; Quona Capital; Quadrant e Fintech Collective.(saiba mais…)

Sabe de algum investimento que não está nesta lista? Mande para contato@conexaofintech.com.br e nós incluiremos.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.