acordo brasil e hong kong para fintechs

Ilan Goldfajn, presidente do BCB, e Norman Chan, executivo-chefe da HKMA, assinam acordo na Basiléia

 A Autoridade Monetária de Hong Kong (HKMA) e o Banco Central do Brasil (BCB) assinaram neste domingo, 9, um acordo de cooperação visando reforçar a colaboração entre os dois bancos centrais na área de fintech. Com o acordo, os países querem incentivar e permitir a inovação em serviços financeiros em ambos os mercados e apoiar a expansão local de empresas inovadoras oriundas da outra jurisdição.

No âmbito do acordo de cooperação, a HKMA e o BCB irão colaborar na orientação de empresas inovadoras, no compartilhamento de informação e experiências, e em projetos conjuntos de inovação. O documento foi assinado em Basileia, na Suíça, por Norman Chan, executivo chefe da HKMA, e Ilan Goldfajn, presidente do BCB.

“Hoje tive a satisfação de assinar um acordo de cooperação com o presidente do Banco Central do Brasil Ilan Goldfajn em Basiléia”, disse Chan. “A assinatura desse acordo significa o compromisso de ambas as partes em fortalecer ainda mais a colaboração entre Hong Kong e Brasil, a maior economia da América Latina, no desenvolvimento de tecnologias financeiras.

Ilan Goldfajn lembrou que, recentemente, o BCB apresentou uma série de regulamentações para promover o desenvolvimento do setor de fintech e reforçar a resiliência da indústria financeira brasileira a ataques cibernéticos. “Esperamos uma colaboração frutífera com Hong Kong, que é um dos principais centros de tecnologia financeira na Ásia”, disse Goldfajn. “O acordo de cooperação implica o compartilhamento de experiências e melhores práticas, e nos permitirá não apenas monitorar mudanças tecnológicas nos mercados financeiros de uma perspectiva mais ampla, mas também adaptar o ambiente regulatório para modelos de negócio inovadores.”

Leia mais notícias sobre regulamentação:

Marketplaces devem se adaptar à regulamentação do BC até fim de setembro
A relação entre bancos e fintechs no mercado de serviços financeiros
Resolução da CMN permite inovação e redução de juros

 

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.