Inovação, parceria e uma boa experiência para o usuário são palavras-chave no mundo das insurtechs. E quem faz parte da cadeia de seguros precisa vestir essa mentalidade da cabeça aos pés. Muita gente acha, por exemplo, que o corretor de seguros é apenas um intermediário que leva em sua pasta as opções de seguro para um cliente, fecha o contrato, ganha sua comissão e vai embora. Mas isso está longe de ser verdade e é algo que as pessoas começarão a perceber nos próximos anos.

A Segfy, plataforma de gestão operacional, gerencial e estratégica de seguros, tem um papel importante nessa transformação. Ela foi criada para conectar pessoas que buscam um bom seguro com os melhores corretores do país, munidos dos melhores produtos das seguradoras.

Para a startup, corretor é um parceiro do segurado, é quem analisa os riscos aos quais o cliente está exposto e busca o produto mais adequado a suas necessidades, tanto de proteção como também financeira. José Prado, do Conexão Fintech e idealizador do Insurtech Brasil, explica que o corretor pode ser uma peça chave na jornada de experiência que as insurtechs estão propondo para mudar a indústria dos seguros devido sua capilaridade, conhecimento do produto e relacionamento próximo com o cliente. E essa é uma das propostas na qual a Segfy está investindo para mudar e digitalizar a vida dos corretores de seguros e dos segurados.

A empresa vem oferecendo plataformas de seguros e inovando a cada geração desde 1992, quando Marcos Roque Villa, fundador da Villa IT e pai de Leonardo Mack, lançou a primeira versão do sistema para corretoras de seguros ainda em MS-DOS. De lá para cá a Villa IT sempre se manteve inovadora e na vanguarda da tecnologia, embora tenha tido uma postura mais conservadora quando o assunto era expansão de negócios, hoje a história é diferente.

Em 2014, Leonardo Mack apresentou o projeto da startup Xpper IT para Marcos Villa e ambos decidiram unir as empresas Villa IT e Xpper IT, tendo como CEO Leonardo Mack, iniciando então a jornada para lançar a maior startup de seguros do Brasil ­— assim nasceu a Segfy.

De 2014 para 2015, o faturamento da empresa cresceu de R$ 487 mil para R$ 678 mil. Mas o grande salto foi em 2016, quando a já então Segfy praticamente dobrou o faturamento para R$ 1,3 milhão e somou 400 corretores de seguros como assinantes de seus produtos. Leonardo também destaca a grande virada com a seleção da Segfy para o programa “Promessas Endeavor” de 2016 e o financiamento da linha Finep Inovacred BRDE. “Ter o financiamento para fazer a empresa crescer é fundamental, mas quando se tem ao lado grandes empresas e grandes mentores para apertar a sua ferida e dizer tudo aquilo que tem que ser dito, de fato não tem preço, essa é a Endeavor. É estar apto a cumprir com seu verdadeiro papel como CEO, e fazer acontecer, construir um país cada vez melhor”, diz Leonardo.

Em 2017, a Segfy já contava com mais de 700 corretores de seguros como clientes e mais de 455 mil pessoas impactadas pelos produtos da empresa. Além dos esforços de entender melhor quem são seus clientes e oferecer uma melhor experiência para corretores e segurados, a Segfy também estava em busca de construir o maior ecossistema insurtech do Brasil. Desse objetivo, surgiu a fusão com a Cotak e a Leosoft Multicálculo, duas empresas de sistema multicáculo para corretores de seguros. Assim, com mais de 2.150 corretores de seguros e uma meta de aumentar esse número para 6.000, a Segfy segue com grandes expectativas para 2018. A participação da startup no maior evento de insurtech da América Latina, o Insurtech Brasil 2018, vem reforçar essa posição de querer fazer parte da revolução nos seguros do Brasil.

Leonardo explica a importância desse movimento para o Brasil e nossa indústria de seguros. “É fato que a frota veicular brasileira que tem seguro não passa de 30% há alguns anos. Se parar para pensar, é um risco muito alto, inclusive quando muitas famílias dedicam boa parte de seus ganhos e reservas financeiras para a compra de um veículo próprio. Aquilo simplesmente pode virar pó da noite para o dia se não tiver um seguro bem contratado e instruído por um corretor de seguros. E isso se ficarmos somente no ramo auto”, diz Leonardo.

Quer conhecer melhor a Segfy e outras empresas que estão reinventando o mercado de seguros? Inscreva-se aqui no Insurtech Brasil 2018.

 

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.