A fintech desenvolveu um aplicativo para o envio de dinheiro, pagamento de contas e recarga de celular pré-pago no exterior

A USEND, fintech de remessas internacionais, começa a operação no Brasil em novembro deste ano e passa a oferecer o serviço de pagamentos internacionais em poucos cliques. A empresa faz parte do grupo Pontual Money Transfer, estabelecido no mercado americano desde 2007 e conhecido pela transparência, segurança e preocupação com compliance durante as transações financeiras além das fronteiras.

No ano passado, o grupo foi responsável por  25% do volume total em dólares transmitidos dos Estados Unidos ao Brasil, transacionando cerca de US$ 282 milhões. De acordo com Fernando Fayzano, fundador e CEO da empresa, a decisão de investir em tecnologia avançada e criar a USEND veio de forma natural ao longo dos anos de atuação, por entender que o mercado de remessas iria inevitavelmente migrar para o digital, possibilitando mais autonomia e agilidade no envio de dinheiro.

fintech usend

Fernando Fayzano, fundador e CEO da USEND

Hoje, já são cerca de 43 mil cadastrados no aplicativo e US$ 26 milhões em transações realizadas pela USEND em um ano de atuação. A fintech já está em funcionamento nos Estados Unidos desde setembro de 2017. O sistema está disponível em três línguas — inglês, português e espanhol — e possibilita o envio de dinheiro para o exterior, além do pagamento de contas e boletos e recarga de celulares pré-pagos à distância.

Hoje, os países que recebem o maior número de transações da empresa são Brasil, México, Guatemala, El Salvador, Honduras, Japão e Filipinas.

O serviço é a evolução de uma versão anterior chamada EnviouChegou, que foi testada por três anos. O protótipo do aplicativo servia exclusivamente à comunidade brasileira no país norte-americano, para envio de remessas somente ao Brasil.

Após o período de teste, um novo produto foi desenvolvido, com melhorias de usabilidade e segurança. “Criamos um aplicativo robusto e com tecnologia de última geração. Ao mesmo tempo, é super compacto e ocupa pouco espaço de memória nos dispositivos móveis”, explica Fayzano.

A entrada no mercado brasileiro está alinhada com os planos da fintech de expandir internacionalmente e possibilitar cada vez mais conexões para o fluxo financeiro ao redor do mundo. Com a crescente globalização e a facilidade de trabalho remoto, o serviço de remessas vai se tornando cada vez mais relevante. O Brasil é o segundo país em que a USEND começa a operação, que será implementada em seguida no Canadá. O movimento é natural para a empresa, que tem o mercado brasileiro como um dos principais públicos-alvo e passa a oferecer a possibilidade de envio de remessas do local para 25 países. A partir de 2019, serão 60 países habilitados a receber os pagamentos.

Nascido no Brasil, Fernando migrou para o exterior há mais de 28 anos e vivenciou na pele a necessidade de encontrar um serviço de remessas internacionais seguro e ágil para auxiliar financeiramente a família à distância. Com isso, decidiu investir no nicho e criar uma empresa focada na comunidade brasileira que vive nos Estados Unidos, oferecendo um atendimento personalizado, em português e com grande parte da equipe formada por conterrâneos dos clientes.

Primeiro, fundou a Pontual Money Transfer, que atua em formato de agentes físicos e pagamentos em massa para empresas parceiras. No ano passado, foi o lançamento da USEND, fintech com a proposta de um serviço mais rápido e eficiente, mantendo a confiabilidade já consolidada. “Inicialmente, foi difícil competir no mercado de remessas internacionais, pois muitas empresas atuavam na ilegalidade e conseguiam oferecer cotações muito mais elevadas, realizando pagamentos pelo mercado paralelo de doleiros. Fizemos um trabalho em conjunto com os reguladores para garantir a prática correta entre as empresas e hoje somos uma referência em compliance no setor”, conta Fayzano.

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.