Catarinense Asaas vai reinvestir todo o resultado e quer fechar 2018 faturando R$ 13 milhões

A fintech catarinense Asaas chegou ao seu ponto de equilíbrio financeiro. O break even point alcançado em maio de 2018 já permite dizer que o negócio começou a dar lucro, e agora os empreendedores planejam alçar voos mais altos até o fim do ano. Hoje, a empresa que desenvolveu uma plataforma de gestão financeira para os microempreendedores individuais (MEIs) e as pequenas empresas, tem mais de sete mil clientes e uma equipe formada por 42 pessoas.

O faturamento mensal da startup financeira é de cerca de R$ 1 milhão. No ano passado, a empresa viu o faturamento aumentar de R$ 1,8 milhão (2016) para R$ 6 milhões (2017) — variação de 226%. O volume transacionado também aumentou e alcançou os R$ 320 milhões no ano passado, um crescimento de  209,5% sobre o Total Payment Volume (TPV) de R$ 104 milhões em 2016. OS bons resultados levaram a fintech a ser escolhida uma das 50 mais inovadoras da América Latina pelo Fórum Econômico Mundial em 2018 e estar entre as “100 Startups to Watch” na avaliação anual feita por publicações da área de economia do Brasil.

De acordo com o cofundador e CEO da Asaas, Piero Contezini, a chegada ao break even é justificada pelo aumento da base de clientes “que chegam buscando soluções financeiras inovadoras e diferentes das que costumam ser oferecidas no mercado”. A empresa criou e lançou recentemente um cartão de crédito pré-pago para MEIs, que simplifica e automatiza a geração de boletos de pagamento e não exige a abertura de conta em banco para gerenciar os recebíveis dos clientes.

— Nossos clientes podem ser pequenos em volume de negócios, mas são grandes em organização financeira. Oferecemos uma solução completa que vai desde a viabilidade para que eles aceitem pagamentos via cartões de crédito a partir de um aplicativo de celular até a emissão de notas fiscais de serviço eletrônicas (NFS-e), que permite que eles vendam para grandes empresas e com as quais, se não fosse por uma plataforma como a nossa, talvez nunca conseguissem se relacionar no estágio de negócio em que se encontram — afirma o empreendedor.

O crescimento rápido e a agilidade para criar e adaptar produtos às necessidades dos clientes fazem a startup pensar em expandir os planos. “Como temos mais recursos em caixa por conta do break even, vamos reinvestir todo o lucro e lançaremos novos produtos”, diz Piero. Até o final do ano, a Asaas quer ter 70 pessoas na equipe e faturar R$ 13 milhões.

Com sede em Joinville (SC), a startup oferece serviços financeiros para profissionais autônomos, MEIs e micro e pequenas empresas. Criada em dezembro de 2013, a plataforma ASAAS é uma solução completa para gestão de cobranças, pagamentos e antecipações. Em 2017 triplicou sua receita e ultrapassou o volume de R$ 6 milhões. No mesmo ano, os clientes ativos transacionaram um total de R$ 320 milhões via aplicação. Desde o lançamento da startup, o sistema já recebeu investimentos de mais de R$ 7 milhões. O último aporte recebido foi no valor de R$ 2,5 milhões, liderado pelo fundo Cventures Primus.

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.