Com um pé em fintech e outro em insurtech, a ComparaOnline é o principal case do setor de seguro na América Latina. No fim de 2017, a startup chilena recebeu um aporte de US$ 14 milhões em sua terceira rodada de investimento, acumulando um total de US$ 33,1 milhões em aportes feitos por grandes investidores como Ribbit Capital, Kaszek Ventures, Simon Nixon (fundador do Moneysupermaket) e International Finance Corporation (IFC, braço do Banco Mundial). Ela participará do Insurtech Brasil, no dia 25 de abril, em São Paulo, e tem muito a compartilhar com as novas startups sobre o que tem desenvolvido em termos de experiência de usuário, captação de investimentos e inovação contínua.

Criada em 2009, por Sebastián Valin, a ComparaOnline é pioneira na América Latina na oferta e venda online de seguros e créditos. No website da empresa, o usuário pode comparar e contratar seguros como o de automóvel e viagem e também produtos financeiros como cartão de crédito e empréstimos. A startup também pertence ao portfólio da Endeavor.

startup chilena

Sebastián Valin, fundador da ComparaOnline

O chileno Sebastián Valin teve a ideia de criar a startup quando ajudava o irmão a contratar seguro para seu primeiro carro. Ele percebeu como o processo tradicional era difícil e complexo. “Era necessário ligar para as companhias uma por uma, para que enviassem o preço e o contrato cheio de letras pequenas”, conta Sebastián. “Por isso, decidi criar uma ferramenta que permitisse comparar e analisar a informação de forma rápida e fácil.”

A ideia é que, com o ComparaOnline, o usuário tome decisões mais informadas antes de comprar produtos financeiros e de seguros. Otimizando a compra dos usuários e melhorando sua jornada de experiência. Valin imaginou um website no qual o usuário colocasse seus dados e receberia as cotações e compraria o plano online.

Dominando a América Latina

Após se consolidar como a maior corretora de seguros online no Chile em 2011, a ComparaOnline levantou investimentos para se alavancar internacionalmente. Estrategicamente, para empresas que querem crescer na América Latina, o Brasil é ponto-chave. Apesar disso, o país possui um comportamento de análise de risco bem diferente ao do Chile. Ainda assim, em 2012, a empresa se expandiu para Brasil e Colômbia e formou parcerias com as maiores companhias de seguros nesses países.

Então, no início de 2013, fez uma aliança estratégica com o Buscapé, empresa brasileira de e-commerce, assim fez a aquisição da marca de comparação financeira e de seguros da empresa: a CortaContas.com.br, aproveitando os conhecimentos da aliada sobre o mercado brasileiro.

Na época, Valin disse em entrevista que, no Brasil, muitas vezes o corretor de seguro auto não se interessa em vender outros produtos, por exemplo, seguro pet, por uma comissão de $10. Isso significa uma gama de produtos não explorados que o ComparaOnline pode trazer ao mercado com as eficiências proporcionadas pela internet. “Se você vive na periferia de uma cidade brasileira, ou quer comprar seguro que não seja auto, ou comprar seguros fora do horário comercial ou apenas ver qual o plano mais barato”, disse Valin. “Você faz parte de um segmento da população consumidora que não está sendo atendida.”

startup chilena

Paulo Marchetti, CFO da ComparaOnline e Country Manager Brazil

Desde 2014, Paulo Marchetti, CFO (Chief Financial Officer) da América Latina, é o Country Manager Brazil e a evolução da empresa por aqui tem rendido prêmios à empresa como o primeiro lugar do Prêmio Época Reclame Aqui por melhor experiência de compra e atendimento online duas vezes consecutivas. O foco na experiência de seus usuários é permitir que ele compare produtos para ficar mais seguro na decisão, sem ter a impressão de que há um corretor empurrando o que trará uma comissão maior. Atualmente, a ComparaOnline tem 1 milhão de usuários ativos por mês no mercado brasileiro e, nos próximos anos, pretende se expandir para Argentina, México e Peru.

Ao longo de seus anos, ComparaOnline, considerada uma late stage venture, mantém o foco na experiência do consumidor e a equipe brasileira se tornou um exemplo para a matriz chilena. Tanto é que, neste semestre, uma equipe chilena fará uma imersão na área de atendimento brasileira para aprender com o pessoal premiado pelo Reclame Aqui.

Além disso, após analisar dados de perfis recusados e fazer um diagnóstico de certos consumidores, a ComparaOnline decidiu lançar um produto em breve que deve abranger um público de baixa renda que muitas vezes é recusado na análise de risco. Para a empresa, esse lançamento mostra que seguro é possível para todo mundo, desde que o cliente tenha a possibilidade de escolher. O cuidado com que a empresa lida com os dados chama a atenção. Segundo eles, nada é feito sem dados e testes sobre o que é melhor para o usuário. A intuição é válida sim, mas tudo com o uso de dados e testes sobre o que tem valor para quem usa a plataforma.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.