SÃO PAULO – A FinanZero, fintech de capital sueco que opera como correspondente bancário online para negociar empréstimos junto a instituições financeiras, acaba de anunciar que recebeu um novo aporte financeiro, no valor de R$ 12 milhões.

A rodada série A foi liderada pelo fundo sueco Vostok Emerging Finance com a participação de outros investidores suecos, incluindo a Webrock Ventures e a Zentro. Com este investimento, a FinanZero cresce de patamar com suas operações no Brasil passando a ampliar sua equipe além de investir no aprimoramento da sua própria plataforma online, garantindo uma experiência mais transparente e menos burocrática na contração de empréstimos.

Confira outros investimentos em fintechs brasileiras

Fintechs brasileiras movimentam R$ 457 milhões

O principal objetivo da fintech é ampliar todas as iniciativas de marketing, focando em expansão de base de clientes e consolidação da marca em escala nacional. No último ano, a companhia cresceu cinco vezes e para os próximos 12 meses a expectativa é crescer 10 vezes mais no volume de créditos intermediados.

Para chegar a esta marca, a fintech conta com 20 colaboradores e cerca de 25 parceiros financeiros, dentre os principais nomes estão: Banco CBSS, BV Financeira, Creditas, Just, Banco Sofisa e PortoCred.

“Com este novo investimento, temos um compromisso ainda maior, não apenas com nossos acionistas, como também com nossos colaboradores e clientes. Vamos continuar investindo em áreas chaves de nossa empresa como vendas, marketing e tecnologia. O Brasil não foi escolhido por acaso, acreditamos que as taxas de juros deverão continuar baixas e, somado a nossa plataforma que usa tecnologia sueca, garantimos o poder de escolha para todos os brasileiros”, acrescenta o CEO da FinanZero, o sueco Olle Widén.

A startup nasceu em 2016 no Brasil, e foi uma das escolhidas, na primeira rodada de investimento, pelos fundos de investimentos suecos Webrock Ventures e Vostok Emerging Finance para impulsionar o mercado de empréstimos pessoais online no País. Seu principal negócio é oferecer crédito que vão de mil reais a 50 mil reais de forma 100% online, ou seja, sem que o consumidor precise sair de casa para contratar seu crédito.

Fonte: PR Newswire

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.