Uma das líderes globais de marketplaces móveis e dona do iFood, a Movile fez um investimento na fintech Zoop, uma plataforma aberta para pagamentos e serviços financeiros, no valor de US$ 18,3 milhões. A Movile é reconhecida por oferecer marketplaces móveis que otimizam a experiência do usuários em soluções como o aplicativo iFood, para pedir e receber refeições, a Sympla, plataforma de venda de tickets para eventos, os aplicativos PlayKids e Leiturinha, para educação infantil, e o Vivo Meditação, app para clientes Vivo terem uma rotina diária de mindfulness.

Veja outros aportes realizados em fintechs em 2018

Fintechs brasileiras movimentam R$ 457,44 milhões em 2017

Com o investimento, a Movile encontrou o que procurava: um parceiro de pagamentos com flexibilidade e tecnologia para apoiar seus negócios e conectar as atuais empresas e parceiros da Movile, com sua vantagem competitiva do modelo O2O (online to offline). Hoje todos os grupos da Movile combinados têm mais de 150 milhões de usuários por mês. Para Fabricio Bloisi, CEO da Movile, a plataforma da Zoop ajudará a empresa a crescer mais rápido tanto no online quanto no offline.

A Zoop, lançada em 2013, é uma fintech que ajuda outras empresas a criarem soluções personalizadas de pagamentos de marca branca (white label). Ou seja, qualquer empresa de e-commerce, aplicativo de conteúdo ou fornecedor de soluções comerciais pode usar a Zoop para criar serviços próprios como o processamento de cartões de crédito e débito nos terminais POS (ponto de venda ou ponto de serviço).

Ela fez algo semelhante ao que a Amazon fez para o e-commerce ao desenvolver a AWS (Amazon Web Services), democratizando a infra-estrutura tecnológica para outras empresas. “Na prática, os parceiros da Zoop podem criar suas próprias soluções usando mais de 160 APIs disponíveis e oferecer serviços financeiros de forma segura e econômica”, explica Rodrigo Miranda, CTO e co-fundador da Zoop. “A plataforma foi projetada e construída de forma modular, o que permite uma escalabilidade extrema e flexibilidade, ajudando clientes nos aspectos regulatórios, legais e tecnológicos de seus produtos.”

Assim, a parceria com a Zoop permitirá que as empresas do grupo Movile ofereçam soluções inovadoras de pagamento, o que irá reduzir os custos de transação e melhorará o fluxo de caixa. Entre algumas iniciativas está o plano para lançar o terminal POS do iFood e os novos planos com condições de pagamento flexíveis para seus restaurantes parceiros.

“Implementar uma nova solução de pagamento construída com a tecnologia da Zoop está em linha com um dos nossos principais objetivos como empresa: melhorar o gerenciamento de negócios de nossos restaurantes parceiros”, diz Thomas Barth, chefe de Tesouraria e Pagamentos da iFood, e que agora assume a função de Head de Pagamentos do grupo Movile. “Os restaurantes terão, em média, um crescimento de 50% no GMV usando a nova plataforma nos três primeiros meses.”

Para Fabiano Cruz, CEO e cofundador da Zoop, o investimento da Movile apoiará o plano de crescimento acelerado da fintech e o desenvolvimento de tecnologias avançadas e disruptivas de pagamento e serviços financeiros. “Buscamos melhorar a vida de nossos clientes, tornando estes serviços transparentes e integrados para eles”, diz Cruz. “Além de ajudar a gerar fluxos de receita adicionais para nossas empresas parceiras.” Em rodadas anteriores de financiamento, a Zoop já havia levantado recursos de fundos americanos como Qualcomm Ventures e Riverwood Capital, o brasileiro Darwin Capital, além do mexicano Avalancha Ventures.

Segundo o Relatório Mundial sobre Pagamentos de 2017, publicado pela Capgemini, o Brasil é o quarto mercado com maior volume de transações eletrônicas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, da zona do euro e da China, realizando mais de 58 mil compras digitais por hora no país (Score Digital). “O mercado de pagamentos está em alta no Brasil, isso é demonstrado pelo surgimento e consolidação de empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros como a Nubank e o IPO de sucesso da PagSeguro na Bolsa de Valores de Nova York”, comenta Fabricio Bloisi, CEO da Movile. “Os consumidores contam com a tecnologia para facilitar suas vidas e o setor de pagamentos não é uma exceção. Existe um enorme potencial de crescimento dentro desse setor em toda a América Latina.”

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.