Por Érico Fileno, Diretor Executivo de Inovação da Visa

A inovação ocupa papel fundamental nas empresas que buscam alternativas para conquistar – e manter – seu espaço diante de um mercado cada vez mais competitivo. Pensar e desenvolver produtos e serviços que possam entregar valor ao consumidor, fazendo a diferença na vida deles, é um desafio comum a todos os setores, inclusive ao de meios de pagamento.

Mas como criar nas empresas uma cultura de inovação que traga impacto para os consumidores? Na Visa, escolhemos o caminho da cocriação. Apostando na  inovação aberta, criamos a oportunidade de construir o futuro dos meios de pagamento junto com os mais diversos players de mercado. Afinal, a colaboração é a chave para a inovação e as ideias que vêm de fora – de fintechs, startups, clientes, parceiros e consumidores – nos ajudam a pensar soluções que resolvam problemas reais, base do Human Centered Design.

Essa forma de trabalhar em conjunto é o que ditará quem vai prosperar nessa grande mudança de paradigma e de consumo que vivemos atualmente. Engajar, cocriar e ter uma nova experiência com os consumidores são pontos essenciais para o nosso negócio. Dentro desse modelo de trabalho, podemos capturar e externar as ideias de forma colaborativa, conduzindo a empresa a um processo de inovação sustentável. E isso tudo ocorre quando usamos o design thinking, que é o verdadeiro mindset para a inovação. Aqui peço licença para abrir um parênteses: por experiência própria, isso é muito eficiente e libertador.

O design thinking nos ajuda a pensar o projeto num formato ágil: entender/definir, divergir, decidir, prototipar e validar. Ou seja, pensamos as ideias baseadas nas necessidades do consumidor; interpretamos e alinhamos com os objetivos do projeto; definimos os princípios de design e propostas de interação; e, aí sim, entregamos as ideias prototipadas para validação. Fazendo tudo isso incrivelmente num prazo mais rápido – em questão de semanas.

É aí que o erro não é visto como algo ruim, mas como uma etapa natural deste processo. Com esse “sprint” do design thinking, é possível pensar, desenvolver, aprovar e colocar a solução em prática rapidamente. Por meio de testes com os clientes, se não der certo, o processo todo é reiniciado até chegar no resultado desejado. Essa nova forma de “pensar” tem sido trabalhada cada vez mais dentro dos nossos Innovation Centers e Studios, em São Paulo, Miami, São Francisco, Dubai, Londres e Singapura. Nesses espaços, são criadas redes que permitem aos clientes e parceiros Visa – sejam eles emissores, estabelecimentos comerciais ou credenciadoras – a participação em um grupo global de inovação para cocriar a próxima geração de serviços de pagamento.

Essas redes trazem inúmeros benefícios, como aumento da rentabilidade, minimização dos riscos da inovação e o envolvimento de todos os colaboradores e parceiros no modelo de negócios e na estratégia da empresa. Pois, como já dizia Steve Jobs, “a inovação distingue os líderes dos seguidores”. E é isso que queremos sempre ser: protagonistas na inovação de serviços!

Érico Fileno – Diretor Executivo de Produtos – foto Danilo Stoqui

Sobre o autor:

Érico Fileno é Diretor Executivo de Inovação da Visa do Brasil desde 2016. O executivo é responsável por gerenciar todas as inicitivas de inovação da Visa no País. Erico gerencia as atividades do Brasil Innovation Studio, coordena as sessões de cocriação no engajamento dos bancos, credenciadoras e comércios no desenvolvimento de novos produtos e serviços, lidera o Visa Developer Center no País e coordena os programas de aceleração de startups, dentro do programa global Visa Everywhere Initiative.

Erico Fileno possui mais de 20 anos de experiência profissional em diversas empresas do mercado nacional e internacional; especializou-se em experiência do usuário e inovação tecnológica através da abordagem do human-centered design. É formado em design pela UFPR com pós-graduação em Planejamento Estratégico e Gestão de Projetos pela FAE Business School e mestrado em Cultura Digital pela UFPR.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.