Há alternativas presenciais e online, disponíveis em português e inglês

Por Malena Oliveira para O Estado de S.Paulo

Para quem deseja conhecer ou aprofundar o que sabe sobre o mundo das fintechs, algumas instituições no Brasil e no exterior já oferecem cursos exclusivamente dedicados ao tema.

Este ano, mais universidades brasileiras planejam se dedicar ao tema à medida em que cresce tanto o número de iniciativas quanto de profissionais e consumidores nesse segmento.

Computador

Fintechs atraem consumidores e escolas e universidades criam cursos – Foto: Estadão

Na semana passada, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) anunciou a criação do curso “Fintechs – Inovação e Disrupção no Mercado Financeiro”, com início previsto para o mês de março. O programa presencial é oferecido em São Paulo, com aulas semanais no período noturno e tem duração de 60 horas-aula. O investimento fica entre R$ 5.100 e R$ 5.340. Clique aqui para mais informações.

Também em São Paulo, a Blockchain Academy oferece aulas mais curtas, que podem durar entre três e nove horas. A instituição também fecha parcerias com empresas para treinamentos. O investimento varia entre R$ 150 e R$ 800. Clique aqui para mais informações.

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) oferece um curso online de 12 semanas, com esforço requerido de 12 a 15 horas por semana. Com aulas em inglês, o investimento é de US$ 2.600. Clique aqui e veja mais informações. 

O Conexão Fintech também oferece um curso in-company e workshops para quem deseja entender melhor a revolução fintech e o futuro do dinheiro. Uma ótima oportunidade para colocar a empresa em linha as principais tendências mundiais e traçar estratégias para aproveitar as mudanças digitais neste mercado. Clique aqui para mais informações.

Artigo publicado por Malena Oliveira para O Estado de S.Paulo no dia 16 de janeiro de 2016. Confira outros artigos do autor para o jornal clicando aqui.