A fintech Creditas, uma plataforma online de empréstimos, recebeu um aporte de US$ 55 milhões (R$ 190 milhões, no câmbio do dia) numa rodada de investimentos série C liderada pelo fundo sueco Vostok Emerging Finance. Dois novos investidores participaram dessa rodada, o Santander InnoVentures, fundo do banco Santander que compra participações em startups, e o Amadeus Capital Partners.

Essa é a primeira vez que o fundo do Santander investe numa empresa brasileira. Além disso, investidores de rodadas anteriores como Kaszek Ventures, Quona Capital, QED Investors, International Finance Corporation (IFC, do Banco Mundial) e Naspers Fintech também participaram da capitalização.

Veja os outros investimentos em fintechs brasileiras de 2018

Como foi o ano de 2017 para o mercado de fintechs?

Fusões e aquisições: um caminho para o crescimento das fintechs

Fundada em 2012, a Creditas surgiu com o intuito de reduzir a carga de dívidas do consumidor brasileiro ao oferecer empréstimos a taxas mais razoáveis usando bens do consumidor como casa ou automóvel como garantia. A fintech cresceu 7 vezes nos últimos 12 meses e planeja usar os recursos levantados com o aporte para desenvolver novos produtos e explorar novos mercados. Com essa rodada série C, os investimentos na Creditas já somam 83 milhões, isto é, cerca de R$ 280 milhões.

Para o CEO da Creditas, Sergio Furio, é um orgulho para a fintech ser o primeiro investimento do Santander InnoVentures no Brasil. “Queremos manter nosso crescimento acelerado nos próximos anos. Estamos apenas no começo e queremos ser 30 vezes maior em três anos.”

Quer conhecer mais sobre as fintechs que estão mudando o setor de Crédito no Brasil? Participe do Cred-Tech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.