Demanda em potencial estimula profissionais a deixarem empresas tradicionais; cliente ganha com competição.

Por Malena Oliveira para O Estado de S.Paulo

O ano de 2016 consolidou a tendência do uso de serviços financeiros oferecidos por startups. Essa tendência vem causando a migração tanto de clientes de grandes bancos quanto dos próprios executivos da área de finanças para as fintechs.

Da parte do consumidor, a crítica mais comum é o fato de os bancos se limitarem a oferecer produtos que nem sempre são a melhor opção em matéria de custo-benefício. Já executivos se queixam de que é mais difícil propor inovação nas grandes instituições e há até quem aceite ganhar menos para trabalhar nessas startups.

ctv-vcz-martucci

Rodrigo Bittencourt (E) e Bruno Martucci deixaram empregos em multinacionais – Foto: Alex Silva/Estadão

Leia matéria na integra no site do estadão clicando aqui.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.