A fintech Bom Pra Crédito, um marketplace de crédito on-line do Brasil, recebeu investimento da rodada Serie A de R$ 22 milhões liderada pela Innova Capital.  O investimento foi acompanhado pela Astella Investimentos e por Ricardo Loureiro, ex-presidente do Serasa-Experian que já haviam investido em rodadas anteriores.

A Bom Pra Crédito é uma plataforma de tecnologia que une credores e tomadores de empréstimos lançada no final 2013, oferecendo uma experiência 100% digital.  Atualmente, a fintech conta com mais de 4,5 milhões de usuários e já intermediou cerca de R$ 300 milhões de empréstimos dos mais de 30 parceiros que utilizam sua plataforma. Nos últimos anos registrou crescimento acelerado e prevê fechar 2018 com um faturamento três vezes maior que comparado ao ano anterior.

Quer saber mais sobre inovação em crédito? Venha para o Cred-Tech Brasil!
Fintechs brasileiras que antecipam recebíveis
Investimentos 2018: Fintechs que receberam aporte neste ano
Essas fintechs de crédito valem mais de US$ 1 bilhão

Ricardo Kalichsztein, CEO e Fundador do BPC, explica que o investimento desta rodada será usado para evolução da plataforma. “Vamos acompanhar as novas possibilidades que surgiram com a regulamentação do Bacen, além da evolução do desenvolvimento de tecnologia proprietária como serviços de scores, machine learning, inteligência artificial e informações alternativas para concessão de crédito, negociação de dívidas e prevenção de fraudes. Também vamos focar no aumento da oferta de produtos, que trarão ainda mais conveniência para o cliente”, enfatizou.

O potencial do negócio é destacado por Raquel Silberberg Kryss, sócia da Innova Capital, que avalia o crescimento do setor.  “O mercado de crédito no Brasil movimenta mais de R$ 3 trilhões por ano e é altamente concentrado (79%) nos quatro maiores bancos. A relação crédito/PIB no Brasil é de apenas 47%, comparada a 202% nos EUA e, boa parte da população, não tem acesso a crédito. É um mercado com grande capacidade de expansão nos próximos anos”, ressaltou Raquel.

Para Edson Rigonatti, sócio da Astella Investimentos, gestora de recursos independente especializada em Venture Capital, que já havia realizado o investimento seed na companhia, o setor no Brasil está em constante evolução. “A transformação do mercado de crédito para o ambiente digital é um tendência global e um movimento irreversível. A BPC está na vanguarda da oferta desta solução no País”.

Ricardo Loureiro, ex-presidente da Serasa, investidor e membro do conselho da Bom Pra Crédito, explica que esse investimento possibilita aumentar ainda mais a oferta de produtos de crédito, levar mais  facilidade, segurança e melhores condições para os clientes. “A empresa dá um passo fundamental e, cada vez mais, aprimora seus processos investindo no que há de mais moderno em tecnologia de crédito”.

Kalichsztein classifica que o atual investimento impõe metas importantes para a BPC. “Queremos crescer mais de 30 vezes em 4 anos, atingindo R$ 10 bi de crédito intermediado e servindo a mais de 22 milhões de brasileiros”, finaliza.