O setor financeiro está passando por uma intensa transformação por conta de fintechs e de novas tecnologias que mudaram a forma de empresas e clientes encararem o segmento. E com a indústria do crédito não é diferente. O setor, que deve crescer entre 4% e 6% ao longo de 2019, já começa a passar por suas principais disrupções e vislumbrar um futuro ainda mais inovador e tecnológico. Este foi o tema central do Cred-Tech Brasil, evento organizado pela Conexão Fintech, e que reuniu alguns principais nomes do segmento em São Paulo nesta quinta, 6.

“Queremos dar um passo além dos eventos de empreendedorismo no Brasil, geralmente genéricos e com as mesmas discussões. Há poucos debates sobre avanços, inovação ou o que é, de fato, uma fintech. Poucas coisas mudam dentro dessa fórmula”, afirmou José Prado dos Reis, fundador da Conexão Fintech, durante painel de abertura do evento CredTech Brasil. “É preciso entender melhor a constituição de públicos, de gerações e a relação com crédito. Com isso, pensar formas reais de inovação, como o cartão pré-pago; pagamentos invisíveis, como o uso de pulseiras pra pagamento; ou uso de aplicativo para compras.”

O evento, que apresentou cerca de vinte startups, profissionais do setor e de representantes do Banco Central, também mostrou a importância de discussões acerca do tema para ampliar o debate e, dessa maneira, entender melhor as relações de empresas, clientes e órgãos reguladores. “É um evento importante já que há convergência de temas e possibilita que pessoas e empresas se encontrem”, diz Rodrigo Thedim, gerente de desenvolvimento de produtos da TrustHub, patrocinadora e palestrante do evento. “É assim que os negócios acontecem”.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.