Empresas conduzirão projeto-piloto, em parceria com o BMG, a fim de aprimorar processos internos, bem como a relação entre o banco e sua base de clientes.

O Banco BMG concluiu o processo de seleção das startups que participarão do programa BMG Digital Lab, lançado em fevereiro. Das 75 inscritas, seis assinarão um contrato de três meses com a instituição financeira, período em que conduzirão um projeto-piloto que aprimore processos internos, além da relação entre a corporação e sua base de clientes. As escolhidas foram: Allgoo (SP); Dataholics (SP); e-Consultar (MG); Justto (SP); Méliuz (MG); e Take (MG).

A ideia é trabalhar em conjunto com essas startups, desenvolvendo produtos e serviços que tenham conexão com o negócio do banco. “O mundo está mudando rapidamente. Não é mais possível continuar trabalhando como no passado. E nós do BMG temos uma vantagem enorme para acompanhar as transformações dessa era digital, que é o fato de termos um instinto de inovação. Isso está em nosso gene. Estamos, a cada ano, enfrentando os obstáculos e renovando com agilidade. Essa atitude fica ainda mais concreta, quando nos aproximamos dessas empresas”, destaca o presidente executivo do Banco BMG, Antonio Hermann.

Ele reforça a visão empreendedora da corporação que, nos seus 85 anos de existência, sempre conseguiu se reinventar. “Agora, com esse primeiro projeto, damos um novo passo, que representa mais que uma evolução. É uma ruptura. Por isso, discutimos muito internamente e contamos com o envolvimento de todos os funcionários para aceitar as novidades, aprender com elas e nos tornar um banco ainda mais ágil e moderno”, completa.

A parceria com a ACE, aceleradora de startups latino americana, foi fundamental para a seleção das empresas adequadas ao perfil e interesses do banco. Além disso, dá mais força ao projeto. “Geralmente, é muito difícil para uma empresa que desenvolveu uma solução digital acessar um grande cliente, como o Banco BMG. E a ACE, com toda sua expertise na avaliação de startups e novos negócios, vem para fechar esse gap e assessorar o banco nesse trabalho inovador para o meio digital. Esse tipo de investimento dá mais lastro ao ecossistema empreendedor e mostra que o BMG está no caminho certo”, destaca o CEO da ACE, Arthur Garutti.

As primeiras empresas escolhidas para o programa BMG Digital Lab são startups em estágio avançado, que poderão agregar, de maneira rápida, produtos e processos inovadores à instituição financeira. No entanto, o diretor executivo do Banco BMG, Eduardo Mazon, acrescenta que, em um segundo momento, outras startups poderão ser incorporadas ao projeto. “Hoje o mercado financeiro depende cada vez mais da tecnologia para atender às demandas. A aposta em inovação é imprescindível”, conclui.

Conheça as startups do BMG Digital Lab:

Allgoo – Oferece tecnologia integrativa nas áreas de AI (Análise de Investimentos) e CRM (Customer Relationship Management), para gestão e aplicação de investimentos. Braço digital de investimentos para instituições financeiras.

Dataholics – A informação a serviço da inteligência. Plataforma que capta e estrutura milhões de dados das redes sociais e fontes públicas para análise de crédito, antifraude e segmentação em marketing.​​

e-Consultar – Plataforma para a criação de agências virtuais. Um consultor de investimentos em contato direto com o cliente.

Justto – A tecnologia a favor da eficiência. Solução inteligente, rápida e eficaz de conflitos jurídicos.

Méliuz – Premiado marketplace para consumidores e empresas, desenvolvendo programa de benefícios. São pioneiros em cashback e meios de pagamento.

Take – Nova forma de interagir com os clientes. Deixa a instituição a um clique de distância em qualquer momento, a fim de oferecer o melhor atendimento com uma conversa intuitiva e rápida.

Sobre o Grupo BMG

Um dos maiores e mais importantes grupos empresariais do país, o Grupo BMG soma mais de 85 anos de atuação em diversos setores da economia. Além do Banco BMG, conta com empresas agropecuárias, de câmaras frigoríficas portuárias, de geração de energia limpa, infraestrutura para linhas de transmissão de energia, negócios imobiliários e tratamento de resíduos urbanos, industriais e hospitalares.

Sobre a ACE

A ACE é um ecossistema completo de inovação, eleita a Melhor Aceleradora de Startups da América Latina pelo terceiro ano consecutivo, segundo o LatAm Founders. O grupo conta com dois programas de aceleração, o ACE Start, voltado para startups em validação, e o ACE Growth, direcionado a empresas em estágio de crescimento. Além disso, possui uma unidade de educação e experiência empreendedora, a ACE University; uma vertical que promove inovação em grandes empresas (ACE Corp); e um grupo exclusivo de investidores (ACE Angels). Fundada em 2012 como Aceleratech, por Pedro Waengertner e Mike Ajnsztajn, já acelerou mais de 100 startups, com oito exits.

Quer conhecer mais sobre as InsurTechs que estão mudando o setor de seguros no Brasil? Participe do InsurTech Brasil, um encontro onde o mercado se reunirá para discutir os próximos passos da inovação nessa indústria. Garanta sua vaga aqui.